Mujer

“Una mujer no lo es solamente una hora, es una vida.”
Tiago de Carvalho

11.11.11

Anúncios
Publicado em Amor, Amplexo, Antigo, Carvalho, coimbra, Ensaio, Fog, Idiossincrasia, itiago, Maschera, Máscara, Moderado, Nim, pensar, Perfeito, poesia, poeta, sentir, Tiago, Uncategorized, Valentim, Vermelho | Publicar um comentário

The fog

É decadente
Quando o que nos passa pela mente
Não passa de um nevoeiro
Ás vezes dark
Outras vezes broeiro

Passa fica por inteiro
Mas de risco o ar leva
E porque não queda
Sem a seguir se deitar

Passa do in ao ar
Não toca sequer no mar
Vai nevoeirando
Goteando folhas pingando

O frio que deixa
Passa e não se queixa
De que um calor espera
Amanhã o vento nagavera

Como gaivota do rio
Que dorme sentada
Não treme com o frio
Branca ela gaviata

Invento palavras e daí
Escrevo em tom de i
Vejo noites de branco
Passo passo pelo manto

Tiago de Carvalho
18 oct 2011

Publicado em Amor, Amplexo, Antigo, Carvalho, coimbra, Ensaio, Fog, Idiossincrasia, itiago, Maschera, Máscara, Moderado, Nim, pensar, Perfeito, poesia, poeta, sentir, Tiago, Uncategorized, Valentim, Vermelho | Etiquetas , | Publicar um comentário

Nim

Há quem diga que sim
Outros por vezes não
Afinal o que é o nim?
Senão outro sim e não.

Publicado em Amor, Amplexo, Antigo, Carvalho, coimbra, Ensaio, Idiossincrasia, itiago, Maschera, Máscara, Moderado, Nim, pensar, Perfeito, poesia, poeta, sentir, Tiago, Uncategorized, Valentim, Vermelho | Etiquetas , , , , , , , , | Publicar um comentário

Escrever

No vosso desencontro eu me encontro
Desculpem a minha ousadia
De tal observação

Estou na fase da minha vida
Onde penso, com o coração

Vejo-vos fora do tempo
No passado e no futuro
Escrevo-vos do prensente
Da cabeça, através da mão

Agradeço estar presente
E vejo a vossa dedicação
Mas neste momento da minha vida
O que mais quero é escrever

E isso ajudaram-me hoje
Vocês, a ver.
E isso agradeço do fundo do coração

teatrointerdito.blogspot.com

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Bem e mal

Onde está a diferença
Entre o bem e o mal?
Alguém me sabe responder?
Quero o meu bem
E não o mal de alguém, ser.

Tiago de Carvalho

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Amor Moderado

Derivado da situação
O coiso descobri
Vi lá aqui na mão
Parte moderado daqui

Mas os que é isso?
É vivido num estado
Algo d’alvo emprumado
Sem lei ordem permisso

Grande sombras se peraltam
Quando sol lá ri
Passam mão em pranto
Amor Moderado descobri.

Tiago de Carvalho
Coimbra, 03 de Abril  2011
02:51

Publicado em Amor, Amplexo, Antigo, Carvalho, coimbra, Ensaio, Idiossincrasia, itiago, Maschera, Máscara, Moderado, pensar, Perfeito, poesia, poeta, sentir, Tiago, Uncategorized, Valentim, Vermelho | Publicar um comentário

Perfeito Imperfeito

Há dias como aquele
Em que olhamos e rimos
Em que o mar é grande
Ouvem-se os passarinhos

Onde a alma se expande
Nos abre outro ar
Tudo à volta se ame
E dentro sentir o amar

Prolonga-los até madrugada
Viver os dissonantes
Sem em troca se pedir nada
A lua vê os amantes

Há dia como hoje
Dias cansados
Nem canguru nem mocho
Dias não guardados

A vida não acaba
Simplesmente continua
Céu rio mar
Alma clara desnuda

Tiago de Carvalho
11 de Abril de 2011 11:50

Música

Publicado em Amor, Amplexo, Antigo, Carvalho, coimbra, Ensaio, Idiossincrasia, itiago, Maschera, Máscara, pensar, Perfeito, poesia, poeta, sentir, Tiago, Uncategorized, Valentim, Vermelho | Publicar um comentário