Amplexo

Serás feliz amanhã…
Desejo-te felicidade para o futuro…
Que tenhas tudo de bom..
Abre a mão.
Amanhã dou-te um bom-bom.

Ainda não é hoje
Sê paciente
Ela vai chegar
Só ainda está ausente.

Sentes a sua chegada?
Será ela a desejada?
Ainda não é não.
Se calhar vem noutro avião.

Triimmmm
Toca o despertador.
Mas que nome.
Desperta-dor
Para que serve então?

Quem foi idiota que o inventou?
Devia ser preso.
Estou a brincar.
É muito útil.

Serve para fazer tic tac
Marcar o tempo do Homem
Aquele que tem horas
Dias Meses
E ás vezes até comem.

Outra vezes vão a correr
Passam pegam engolem.
Hábitos e rotinas arrotinadas

Sobem e descem escadas
Clicam e mudam de canal.
Já nada lhes sabe mal
Sabem que vivem
Uns dias assim
Outros dias tal.

Abraço
Daqueles como eu quero
Sabem bem e quero
Abraços
Daqueles como eu quero.

O futuro é daqui a 1 segundo
O passado 1 segundo antes
Que vivi eu entre os dois?

Muita coisa, e sabes?
Aprendi que no meio
É onde a vida acontece.

É no ser que a alma se abastece
Não no futuro
Nem no passado

São coisas, são recados
Úteis até.
Mas prefiro o presente
Gift. Gente.

Vou dormir descansado
Sei que deixo um recado
Para quem o quiser

Vivo o estar representado
Num estado qualquer.

Tiago de Carvalho
11.mar.2011
Coimbra 04:35a.m

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Amor, Amplexo, Carvalho, coimbra, Ensaio, Idiossincrasia, itiago, Maschera, Máscara, pensar, poesia, poeta, sentir, Tiago, Uncategorized, Valentim, Vermelho. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s